Caso Queiroz, OMC e Trump

No último episódio do ano, nenhuma pauta da semana passou sem a análise minuciosa de nossos especialistas. O Ministério Público do Rio de Janeiro cumpriu mandados de busca e apreensão nos endereços de parentes e conexões do senador Flávio Bolsonaro. Flávio é investigado por lavagem de dinheiro e peculato devido a transações atípicas identificadas em sua conta e de seu ex-assessor, Fabrício Queiroz. A suspeita da prática de “rachadinha”, reacende o debate que envolve diretamente a família do Presidente Jair Bolsonaro e pode estremecer seu relacionamento com a base. No âmbito da OMC, nossos consultores Fernanda César, Luan Madeira, Lucas Fernandes e Matheus Andrade também avaliaram sobre a paralisação do Órgão de Apelações em decorrência de um boicote promovido pelos Estados Unidos, que deve mudar substancialmente o ambiente comercial e deixa os países mais sujeitos a relações assimétricas de poder. Ainda no cenário internacional, o impeachment do presidente Donald Trump foi aprovado pela maioria da Câmara e segue agora para o Senado. A perspectiva de que o processo seja arquivado é alta, mas independentemente disso, vários impactos devem ser sentidos na eleição presidencial de 2020.

Anterior

Próximo