Coronavírus, Orçamento de Guerra, Cenário Econômico e Relações Políticas

Com a economia instável, a população brasileira se divide em seguir a vida normalmente ou aderir a uma quarentena mundial. Enquanto isso, a preocupação de muitos, principalmente do Presidente Jair Bolsonaro, é como a queda no fluxo de compras pode afetar a mercado e os pequenos empreendedores brasileiros. Para comentar este episódio, nosso analista político e consultor, Lucas Fernandes, recebe a especialista em orçamento fiscal e sócia da Advocacy Consultoria, Anna Lopes, e nosso consultor, Gabriel Borges. Na conversa, os convidados falaram sobre o “Orçamento de Guerra”, nome dado a uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) discutida no Congresso Nacional. O documento traz um conjunto de medidas econômicas emergenciais para a crise que o coronavírus começa a instaurar no Brasil e no mundo. Dentre as medidas, discute-se um empréstimo compulsório ao Governo de cerca de R$ 80 bilhões. Em relação às atividades parlamentares, o Senado e a Câmara começam a se adaptar às votações remotas para prosseguir com as pautas mais urgentes. Após anúncio presidencial na noite desta terça-feira (24), Bolsonaro enfrenta um isolamento político. Falta diálogo para a construção de medidas efetivas e sobra desentendimentos com os governadores dos estados, cenário que pode tornar a crise do coronavírus um divisor de relações políticas.

Anterior

Próximo