Com a crise sanitária, muitos questionavam como seriam as eleições de 2020. Após negociações, o Congresso Nacional entrou em acordo e promulgou a PEC 18/20 que adia as datas para 15 de novembro e 29 de novembro, primeiro e segundo turno. Entretanto, a mudança também atinge outros prazos que chamam atenção.

No BMJ Entrevista desta semana, Fábio Lobato e Lucas Fernandes conversam com Rodrigo Pedreira. Graduado em Direito pelo UniCEUB e em Ciência Política pela UnB, Rodrigo também é pós-graduado em Direito Eleitoral pelo Instituto Luiz Flávio Gomes e em Direito Constitucional pelo IDP. Ele é membro-fundador da ABRADEP e é sócio do Escritório Gabriela Rollemberg Advocacia. No bate-papo, falamos sobre as mudanças que o adiamento trouxe para a dinâmica eleitoral do país, e como deve ser a postura do TSE caso o Brasil chegue a um pico alto de casos de COVID-19.

Leave a Reply