Mercosul: países fundadores decidem que a presidência do bloco será compartilhada

By 14 de setembro de 2016No Comments

Na última terça-feira (13/09), os Chanceleres dos quatro países fundadores do Mercosul – Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai – emitiram uma declaração que define que a presidência pro tempore do bloco será exercida de forma compartilhada pelos quatro países até o final de 2016.

Ademais, os quatro países definiram que a Venezuela terá até o dia 1º de dezembro de 2016 para se adequar ao ordenamento jurídico do bloco. Caso não cumpra o prazo, segundo a declaração, a Venezuela será suspensa do Mercosul.

A decisão dá fim ao impasse no bloco que durava desde o fim de julho, quando se encerrou a presidência do Uruguai. Seguindo a ordem alfabética, a Venezuela assumiria a presidência pelo próximo semestre. Porém, Argentina, Brasil e Paraguai argumentaram que o governo de Nicolás Maduro não incorporou as regras do bloco às quais se comprometeu no seu Protocolo de Acessão. Sobretudo, à exceção do Uruguai, os demais países argumentam que o governo da Venezuela desrespeita princípios democráticos.

A Consultora de Comércio Exterior da Barral M Jorge, Monica Rodriguez, comenta que, com o fim do impasse, o Mercosul deve retomar a agenda e assim, voltar a tratar de temas importantes para o bloco. 

Leave a Reply