A redução nos preços da gasolina pegou de surpresa a população brasileira. Essa é a primeira vez no ano em que a Petrobras anuncia uma diminuição dos valores. O Presidente Jair Bolsonaro comemorou, já que a pauta é crítica para a sua reeleição. Entretanto, na mesma semana, uma reunião com embaixadores estrangeiros colocou o Bolsonaro em maus lençóis. Esses e outros temas são analisados por nossos consultores Bernardo Nigri, Lucas Fernandes, Luciana Rodrigues e Tito Sá, neste episódio.

A queda ocorreu devido à baixa nos preços do petróleo no mercado internacional e ficou em torno de 4,9%, o equivalente a R$0,20, valor suficiente para trazer alívio para o bolso do consumidor brasileiro. A reação otimista de Bolsonaro reflete o esforço do Presidente em, além de tentar baixar o preço dos combustíveis, reduzir também os impactos na inflação e na sua popularidade em pleno ano eleitoral. A movimentação coincidiu com a recente promulgação da PEC dos Benefícios, que instituiu Estado de Emergência no país, e que, entre outros benefícios, vai pagar um auxílio combustível para caminhoneiros e taxistas. Entenda neste episódio como a redução vai afetar o mercado e quais os impactos políticos esperados nos próximos meses.

Apesar da boa notícia para o Presidente Bolsonaro, um encontro com embaixadores pode ter prejudicado a imagem brasileira com os outros países. Bolsonaro realizou um encontro com chefes de missão diplomática de dezenas países no Palácio da Alvorada para apresentar teorias sobre a segurança das urnas eletrônicas e colocar em dúvida o sistema eleitoral brasileiro. Em um determinado momento, Bolsonaro também foi incisivo sobre a atuação dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). Algumas autoridades militares não compareceram ao evento, o que enfraquece os rumores de um cenário de apoio a uma intervenção militar, caso Bolsonaro seja derrotado nas eleições. O encontro gerou reações de alguns embaixadores, da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e de aliados do Presidente. Você confere os detalhes neste episódio.

Por fim, saiba como está sendo a saída do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que deixa o cargo após uma sequência de escândalos. Boris foi criticado pelas medidas iniciais para conter a COVID-19 no Reino Unido, também foi multado pela polícia por violar as restrições em um dos piores momentos da pandemia, e está sendo investigado por realizar festas inapropriadas em seu escritório. A saída de Johson ocorre após uma série de demissões em massa de membros aliados do governo. Com isso, em meio a uma crise econômica e a maior inflação do país em 40 anos, Johnson anunciou sua saída. O novo primeiro-ministro do Reino Unido deve ser anunciado em setembro, e nossos especialistas comentam os impactos dessas movimentações para o Brasil neste episódio.

Leave a Reply