Nesta semana, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) discutiu e votou o pedido de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. O pedido, que foi arquivado, responsabilizava o Presidente e o Vice-Presidente da República pelo disparo em massa de notícias falsas. Neste episódio reunimos nossos consultores Francisco Deymis, Gabriela Rosa, Lucas Fernandes e Victor Brandão para analisarem esse e outros destaques da semana. Apesar do arquivamento, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que será presidente do TSE em 2022; deixou claro que não vai tolerar que as mesmas ações se repitam no próximo pleito. O pedido foi apresentado pela Coligação O Povo Feliz de Novo, do PT, sugerindo abuso cometido pela chapa e o uso indevido dos meios de comunicação. Nossos especialistas também comentam as expectativas para mais uma greve de caminhoneiros no dia 1º de novembro. Desde outubro, as principais associações da categoria prometem parar por conta do valor dos combustíveis. Saiba também quais os possíveis reflexos da prisão do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, para a paralisação. Por fim, confira a análise dos consultores sobre a filiação do Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, ao PSD. O senador deixou o antigo partido DEM após receber o convite para disputar a Presidência da República com o PSD. Nossos especialistas comentam também como será o cenário eleitoral em Minas Gerais.

Leave a Reply