Neste fim de semana, os ataques russos à Ucrânia chegam aos 100 dias. Apesar do peso histórico, os conflitos impactam, principalmente, a economia mundial. Esse é um dos temas analisados por nossos consultores Bruna Rizzolo, Lucas Fernandes, Luan Madeira e Theresa Hoe neste episódio.

A economia, que começava a se recuperar depois de dois anos de pandemia, está passando por mais um desafio: os efeitos da guerra. A Rússia é um dos maiores exportadores de bens como o petróleo, gás, trigo e metais; além de ser um importante fornecedor de alimentos para a Europa e a Ásia. Na outra ponta, a Ucrânia é uma das principais produtoras de milho e óleo de girassol. Ambos os países têm peso relevante no mercado internacional e, por isso, nosso time de Comércio Internacional preparou um relatório exclusivo para os clientes BMJ sobre o assunto. Neste episódio, nossos consultores comentam os principais pontos da análise e trazem um resumo de tudo o que você precisa saber sobre a guerra.

Enquanto isso, aqui no Brasil, após a flexibilização das medidas sanitárias, alguns estados brasileiros estão enfrentando um novo aumento no número de casos de COVID-19. A chamada “quarta onda” começou logo após o Ministério da Saúde decretar o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) no Brasil. Com isso, foram atualizadas as medidas de prevenção e controle contra a doença, como o uso de máscara. Essa movimentação também foi seguida pelos governadores. A capital de São Paulo registrou aumento de 251,8% no total de internados com coronavírus em leitos de enfermaria e de UTI na rede municipal no último mês. Confira neste episódio os estados que estão enfrentando a nova alta e os impactos para a população.

Por fim, no Legislativo brasileiro, uma pauta importante para o setor químico foi votada pelos parlamentares. Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória 1095/21, que altera os incentivos tributários para a indústria química e petroquímica no âmbito do Regime Especial da Indústria Química (REIQ). No Senado, a matéria recebeu seis emendas. Porém, ao voltar para a Câmara para a apreciação dos deputados, o relator do projeto, deputado Alex Manente (Cidadania/SP), alterou a redação e excluiu cinco propostas do Senado. Para entidades representativas, a nova redação traz insegurança jurídica. Nossos especialistas explicam os principais pontos da proposta e como isso impactará as empresas e profissionais que atuam no ramo.

Confira nosso episódio!

Leave a Reply