Nesta semana, ocorreu a 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas em Nova York e, o Brasil discursou na abertura do evento. As expectativas eram de que o Presidente Jair Bolsonaro adotasse um discurso mais moderado, mas não foi assim. Neste episódio, nossos consultores Eduardo Martins, Lívia Pimentel, Lucas Fernandes e Nicholas Borges analisam a performance do Presidente durante a viagem e a repercussão do seu discurso, que pegou de surpresa o Itamaraty. Na viagem, Bolsonaro se encontrou com o premiê britânico, Boris Johnson, com o presidente da Polônia, Andrzej Duda, e com o Secretário-Geral da ONU, António Guterres. Também neste episódio você vai saber como foi o encontro exclusivo para clientes BMJ realizado nesta semana com o deputado Luiz Carlos Motta, relator do Projeto de Lei 3887/2020, que prevê a criação da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS). No evento, que também contou com a presença do deputado Arnaldo Jardim (CIDADANIA/SP), Motta afirmou que está aberto para ouvir os setores e está se reunindo semanalmente com a equipe econômica do Governo para discutir os pontos do parecer. Nossos especialistas também comentam o quinto reajuste consecutivo da taxa Selic aprovado por unanimidade pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Com isso, o juros básico da economia passa de 5,25% para 6,25% ao ano, o nível mais alto desde julho de 2019. Outro ponto importante no cenário econômico foi o impasse dos precatórios, dívidas das quais a União não pode mais recorrer e que vão ocupar um espaço de R$ 89,1 bilhões no Orçamento de 2022. O Governo e o Congresso Nacional tentam negociar uma saída para manter o Auxílio Brasil, programa que é uma reformulação do Bolsa Família, dentro do teto de gastos do Orçamento de 2022.

Leave a Reply