O ano de 2022 será marcado pelas eleições para a Presidência da República, governos dos estados, Legislativo (Federal e Estadual) e Senado Federal. Ainda assim, outras movimentações importantes deverão acontecer em diversos setores impactando diretamente a economia e a política nacional. Pensando nisso, preparamos para o mês de janeiro uma série de episódios trazendo as perspectivas para o ano, com a participação dos coordenadores das áreas que a BMJ faz cobertura e monitoramento. Em nosso primeiro episódio apresentado por Lucas Fernandes, Coordenador de Análise Política, convidamos Dhiogo Pascarelli, Coordenador de Saúde e Bens de Consumo, Theresa Raquel Hoe, Coordenadora de Estados e Municípios e Karina Tiezzi, Coordenadora de Agronegócios, para comentarem as expectativas para 2022.

Nos agronegócios, pautas importantes devem caminhar no Congresso Nacional, como o Marco Legal dos Pesticidas, o Projeto de autocontrole sanitário e os bioinsumos. O mercado brasileiro também deve ser impactado pelo programa de subsídios para pequenos produtores de carne americanos lançado nos Estados Unidos. Outro ponto que deve impactar nas movimentações do setor é a saída da ministra Tereza Cristina do Ministério da Economia. Para a Saúde, mesmo com aumento dos casos de COVID-19, a onda da variante Ômicron não deve ser longa devido à alta taxa de vacinados no Brasil. Também são esperadas trocas na Anvisa e no Ministério da Saúde. A relação do Governo Federal com os estados e municípios continua fragilizada quando se trata de repasses de verba e autonomia política. Outro ponto que deve ganhar destaque em 2022 é a situação fiscal dos estados. O cenário eleitoral também deve movimentar os governos estaduais com os acordos partidários e trocas nos cargos políticos.

Ouça este episódio para conferir as perspectivas para 2022 e as análises dos nossos especialistas.

Leave a Reply